Estou a mudar. Estou a crescer. Estou particularmente assustada por isso. As responsabilidades são mais que muitas. O medo de errar é gigante. A entrega a tudo e todos é cada vez maior. Os amigos de sempre começam a ir por outros caminhos onde nós mal entramos. A nosso amor fica o centro do nosso mundo. As ideias para o futuro começam a fruir com a tal pessoa, sim, aquele que é o nosso amor. E eu tenho um. Sou feliz por isso, apesar de estar a mudar, a crescer e de estar assustada, agora tenho-o a ele. E ele tem-me a mim. Quero que dure até o fim. E que o fim seja o para sempre.

Sem comentários: